quarta-feira, 17 de abril de 2013

Quem avisa amigo é


Me mostro tanto que sei que muitas vezes assusto
E que me esforço e invisto num modo de vida menos injusto.

Encarar a realidade e combater as poluições tem sido um grande custo
Porém minha fama vai da lama ao caos e é por onde me reajusto.


Com a mínima proteção de qualquer arbusto
De almas sinceras e calor sobrehumano quando encontro, sempre degusto.

De peito aberto, cara suja sem vaidade apresento meu busto:
Capivara MarGinal, pro sistema efeito colateral - peço perdão pelo susto
(verdade dói, sou marGinal - sou herói).

 Giselda Gil, 13:51


SelvaGi


Nenhum comentário :