sábado, 23 de fevereiro de 2013

E ela não chorou quando nasceu!

O incrível poder da Projeção Visual


Pousou na Terra às 05:50 da madruga e na manhã ensolarada seguinte já estava assim: MAMANDO!

Será que só eu que a via parecidíssima como o bebê da capa do livro Nascer Sorrindo?

Quando chegou, não chorou e confesso que isso me assustou! A parteira a reanimava com calma me explicando: Gi, ela está cansada! E me lembrei de quanta força ela fez com a cabeça pra pular pra fora de mim...  E a gente ainda pensa que só a mãe que faz força no trabalho de parto né? Imaginem o que são as contrações te empurrando pra sair assim? Na manhã seguinte depois de dormirmos bastante, ela MAMOU assim como mostro nessa foto: com esse semblante corado e feliz :)

Primeira mamada / Colostro via wikipédia:

"É uma forma de leite de baixo volume secretado pela maioria dos mamíferos nos primeiros dias de amamentação pós-parto. Composto de vários fatores para o desenvolvimento e proteção como água, leucócitos, proteínas, carboidratos e outros. O colostro vai se transformando gradativamente em leite maduro nos primeiros quinze dias pós-parto.
O colostro tem uma importante função na imunidade passiva de algumas espécies de animais. Nele existem uma grande quantidade de imunoglobulinas, que em determinadas espécies não conseguem passar pela placenta, ficando a cargo total do colostro transferir da mãe para o filho. Além da quantidade de imunoglobulinas, o colostro se difere do leite pela quantidade de sólidos totais, proteínas e demais fatores. Com o tempo, essas diferenças vão diminuindo e essa secreção vai se transformando em leite.1
O colostro é também a única substância capaz de eliminar todos os resíduos de mecônio do trato gastrointestinal do bebê, ajudando o intestino a amadurecer e funcionar de maneira eficiente, além de prevenir o aparecimento de alergias, infecções e diarréia, pelo adequado controle e equilíbrio das bactérias que se desenvolvem no seu intestino. No dia do parto o colostro se apresenta ainda mais rico, daí as primeiras horas de vida serem chamadas por especialistas de "golden hours".
Como o colostro é rico em células imunologicamente ativas, anticorpos e proteínas protetoras, funciona como um primeiro soro (imunização passiva), protegendo o bebê contra várias infecções.
Colostro ajuda a regular o próprio sistema imunológico em desenvolvimento:
  • É rico em vitamina A que ajuda a proteger os olhos e a reduzir as infecções.
  • Ao estimular os movimentos intestinais para que o mecônio seja rapidamente eliminado, ajuda na prevenção da icterícia.
  • Vem em volumes pequenos, de acordo com a capacidade gástrica de um recém-nascido."



domingo, 10 de fevereiro de 2013

Kill Gil - no preparo para o parto

39 semanas de GIStação - Inspirando com criatividade e coragem o (Re)Nascimento:

Ensaio caseiro feito pelo pai de Dandara em uma noite de insônia e muita GISposição da mamãe samurai aqui :)



Acelerar um processo natural?
Intervenções desnecessárias?
Desacreditar da minha natureza sábia, forte e sagrada?
NÃO!
O ÚNICO CORTE ESPERADO É O DO CORDÃO!

Sorinho/ocitocina sintética na veia?
Cortar o cordão logo quando o bebê nascer?

NananinaNÃO!
Lutamos por HUMANIZAÇÃO!

DAR A LUZ" ensaio caseiro fev/2013

domingo, 3 de fevereiro de 2013

A Servidão Moderna

A Capivara MarGinal vai ser mamãe e está cada vez mais interessada nos assuntos do mundo que espera sua cria...


Onde o consumismo assusta, mas o producionismo é o grande coringa do jogo sujo CAPETAlista.

Que reguemos as sementes dessa nova geração com a consciência necessária para não alimentar todos os males desse sistema.
Assisti, curti e recomendo:



"A servidão moderna é um livro e um documentário de 52 minutos produzidos de maneira completamente independente; o livro (e o DVD contido) é distribuído gratuitamente em certos lugares alternativos na França e na América latina. O texto foi escrito na Jamaica em outubro de 2007 e o documentário foi finalizado na Colômbia em maio de 2009. Ele existe nas versões francesa, inglesa e espanhola. O filme foi elaborado a partir de imagens desviadas, essencialmente oriundas de filmes de ficção e de documentários. 

O objetivo principal deste filme é de por em dia a condição do escravo moderno dentro do sistema totalitário mercante e de evidenciar as formas de mistificação que ocultam esta condição subserviente. Ele foi feito com o único objetivo de ATACAR DE FRENTE A ORGANIZAÇÂO DOMINANTE DO MUNDO.

Não devemos deixar que o inimigo nos vença, as antigas discussões de capela no campo revolucionário devem, com toda nossa ajuda, deixar lugar à unidade de ação. Deve-se duvidar de tudo, até mesmo da dúvida.

Capítulos do Filme e do Livro:
I: Epigrafo
II: A servidão voluntária
III: A organização territorial e o habitat
V: A Alimentação
VI: A destruição do meio ambiente
VIII: A colonização de todos os setores da vida
IX: A medicina mercantil
X: A obediência como segunda natureza
XI: A repressão e a violência
XII: o dinheiro
XIII: Não há alternativa na organização social dominante
XIV: A imagem
XV: A diversão
XVI: A linguagem
XVII: A ilusão do voto e da democracia parlamentar
XVIII: O sistema mercantil totalitário
XIX: Perspectivas
XX: Epílogo

O texto e o filme são isentos de direitos autorais, podem ser recuperados, divulgados, e projetados sem nenhuma restrição. Inclusive são totalmente gratuitos, ou seja, não devem de nenhuma maneira ser comercializados. Pois seria incoerente propor uma crítica sobre a onipresença das mercadorias com outra mercadoria. A luta contra a propriedade privada, intelectual ou outra, é nosso golpe fatal contra a dominação presente.

Este filme é difundido fora de todo circuito legal ou comercial, ele depende da boa vontade daqueles que asseguram sua difusão da maneira mais ampla possível. Ele não é nossa propriedade, ele pertence àqueles que queiram apropriar-se para que seja jogado na fogueira de nossa luta."
( Jean-François Brient e Victor León Fuentes )