terça-feira, 31 de dezembro de 2013

Gratidão 2013 por todo amanhecer!


Não sei ao certo se foi a profecia Maia apocalíptica que vigorou, mas ao final do ano de 2012 aquele meu velho mundo com toda certeza acordada real-mente acabou.


Um portal foi aberto e eu não tive receio nenhum em aceitar a morte, desapegar do antigo e mergulhar nas águas mornas de uma nova realidade consciente.
No meu solo fértil foi plantada a semente que no início desse ano saiu do meu ventre-rio para esse grande mundo-mar: o mais puro e verdadeiro presente, a dádiva preciosa do metAMORfosear.
A doce espera, o respeito ao tempo, a sabedoria sagrada da natureza, a entrega, a conexão com a ancestralidade, a luz, a benção, o amor que todo mundo sintonizado há de merecer...


"se eu tivesse mais alma pra dar eu daria, isso pra mim é viver!"
Foto: 'Person’s birth' do fotógrafo é Sergei Vasiliev - 1970.



Gratidão 2013 por todo amanhecer
Bom dia, dia!

segunda-feira, 23 de dezembro de 2013

Bom dia ANARQUIA!



Dandara não tem brinco,
Dandara quer brincar
é colada na sua mãe
 e não usa colar


nos pés não tem sapatos
pois ainda não sabe andar

não tem laço nem muito cabelo

e adora se sujar...

Hoje minha Pitoresca completa 10 meses de explorAÇÃO engatinhante na Terra sem TV.

Bom dia ANARQUIA - por aqui ou por ai - a gente se vê!


quarta-feira, 18 de dezembro de 2013

O mundo está mais vivo desde que você chegou!

Com esse privilégio de mostrar tudo o que vejo, escuto e experimento o sabor, desconstruo os nomes impregnados na mente e resgato a origem das coisas através da linguagem universal: o AMOR.
Entre a ignorância e a sabedoria, a dinâmica de mimicas, os sorrisos e acenos pras pessoas em plena descontração... quando a eterna infância nos invade, tudo que segue semeia: COR-AÇÃO!

"Te dei meus olhos pra tomares conta / Agora conta como hei de partir..." (Chico Buarque)


segunda-feira, 18 de novembro de 2013

Mulher Africanas - A rede invisível

"Por que comemoramos Gandhi?
Por que celebramos Martin Luther King?
Por que comemoramos Mandela?
Dizemos porque são homens poderosos.
Acha que deveríamos ter dificuldade em celebrar as mulheres?
Não.
Porque o que King, Mandela e Gandhi fizeram é exatamente o que as mulheres fazem todos os dias em suas comunidades.
Isso também deveria ser comemorado."


"Projetadas mundialmente e participantes dos principais núcleos de discussão e decisão em seus países e também em organismos internacionais, cinco mulheres são mostradas como sustentáculo da organização política, econômica, comunitária e cultural africana por meio da narrativa da atriz Zezé Motta. A moçambicana Graça Machel, ativista política e esposa de Nelson Mandela, a liberiana Leymah Gbowee, vencedora do Prêmio Nobel da Paz em 2011, a tanzaniana Mama Sara Masari, a empresária Luisa Diogo, ex-primeira-ministra de Moçambique, e a sul-africana Nadine Gordiner, vencedora do Prêmio Nobel de Literatura (1991), contam suas histórias comoventes e envolvem o telespectador em uma profunda reflexão da vida e da atuação da mulher no continente."

Direção: Carlos Nascimbeni

sábado, 2 de novembro de 2013

NostalGia - todo dia

Foto: Registro resgatado de uma das minhas brincadeiras preferidas tirada do meu baúzinho vindo diretamente de Minas Novas/MG


se faltar o vento, invento
pulseira ainda criança, brinco
desenho, recorto e meu colar preenche
meu infinito circular e assim lustro meu mais brilhante anel.
a cada passo, aperto com nova força meu resistente laço infantil...

cabe na minha mão, minha casa toda mobiliada
como é bom imaginar!
fora do capetalismo, o mais que faço não vale nada
porém, não pode ser corrompido meu direito de sonhar.

[Gi, 11:58]

O que aprendi com a desescolarização - Ana Thomaz

Pensem em uma coisa que anda me inspirando...


Conversa de coração pra corAÇÃO...



quinta-feira, 31 de outubro de 2013

O riso dos outros (Pedro Arantes)

Não, agora NÃO É TARDE. Graças ao horário de verão consegui cumpri a missão do dia antes de escurecer: assisti esse documentário e sinto que ele me alimentou mais do que o prato de comida no almoço.

"NADA DESCREVE MELHOR O CARÁTER DOS HOMENS DO QUE AQUILO QUE ELES ACHAM RIDÍCULO" Goethe 

E você, sabe o por quê e do quê está rindo? De que lado você samba? 
Olha, nem adianta fingir que eu vejo as coisas que você curte/compartilha aqui hein... Bora lá refletir?


"Existem limites para o humor? O que é o humor politicamente incorreto? Uma piada tem o poder de ofender? 

São essas questões que o O Riso dos Outros discute a partir de entrevistas com personalidades como os humoristas Danilo Gentili e Rafinha Bastos, o cartunista Laerte e o deputado federal Jean Wyllys, entre outros. 

O documentário mergulha no mundo do Stand Up Comedy para discutir esse limite tênue entre a comédia e a ofensa, entre o legal e aquilo que gera intermináveis discussões judiciais. 

O filme foi dirigido por Pedro Arantes, diretor de séries de humor como "As Olívias", do canal Multishow, e "Vida de Estagiário", da TV Brasil."


Direção: Pedro Arantes

sábado, 26 de outubro de 2013

Genesis - Sebastião Salgado (exposição out/2013)

"Não fazemos uma foto apenas com a câmera; ao ato de fotografar trazemos todos os livros que lemos, os filmes que vimos, as músicas que ouvimos, as pessoas que amamos. Você não fotografa com sua máquina, você fotografa com a sua cultura!"

Até os 7 anos de idade a criança capta a vida através dos sentidos. Portanto, cabe à nós adultos apresentar, acolher, direcionar e acima de tudo ser o EXEMPLO para essas verdadeiras esponjas sensoriais que tudo nos imita.
E aí você anda subestimando ou estimulando a inteligência do seu bebê?

quarta-feira, 23 de outubro de 2013

8º mês da Capivara Golfinha na Terra


"Sereia Rainha, protetora da fauna e flora marítima, guia dos marinheiros, navegantes, pescadores e dos que se encontram perdidos nos mares da existência...

Senhora dos Oceanos, símbolo da fecundidade, da procriação e do princípio vital surgido em suas águas, sê também a imagem da fecunda pureza a ser seguida criando nos cérebros de nossos companheiros a consciência de nossa condição de irmãos vindos da mesma origem e destinados a alcançar mundos elevados, integrando-os no Todo que é Zâmbi, Olorum, Jeová, Deus, Consciência Cósmica ou qualquer outro nome que se lhe dêem e tornando-nos iguais, porque assim o somos, malgrado as aparências...

Orixá dos Mares, Deusa da pérola, Senhora dos lares, que traz paz e harmonia para toda a família, representante das emoções, da reprodução e da restauração, conforme crença de nossos antepassados africanos..." 

GRATIDÃO PELA PROTEÇÃO E PELO PRESENTE - NOSSA GOLFINHA COMPLETA HOJE 8 MESES DE VIDA FORA DA BARRIGA, TODA LINDA E SORRIDENTE! 

(((((((((((ODOYÁ)))))))))))))

domingo, 20 de outubro de 2013

MARCHA PELA HUMANIZAÇÃO DO PARTO - ATO 2013

Um manifesto essencial de resgate em prol do futuro saudável da humanidade!


“Para mudar o mundo é preciso primeiro mudar a forma de nascer”. (Michel Odent)


Tá bom, eu sei. Um dia aprendo fazer cartazes mais breves!
Dr. cê não me engana. Cesariana é que dá grana!


"1,2, 3 - 4, 5, 1000 - parto humanizado para todos no Brasil!"

sábado, 12 de outubro de 2013

NÃO COMPRE, FAÇA!!!

FELIZ DIA DAS CRIANÇAS CRIATIVAS - TODOS OS DIAS!!!



1 - Painel de feltro com bolsinhos à costurar para guardar seus trequinhos quando alcançar;

2 - Bolinha para minha gatinha - lã de carneiro e lã em linha;

3 - Chocalho de arroz feito pelo papai - ótimo instrumento musical ;)

Mural de Feltro costurado, prontinho para pendurar!


segunda-feira, 7 de outubro de 2013

Lugar de bebê é no colo!

Preparei uma resposta lóGIca pras pessoas que vêm me dizer que Dandara está muito apegada e que eu preciso acostumá-la à ficar mais longe de mim.
Então vamos lá, acompanhem o raciocínio:
Ela saiu de dentro do meu ventre com 40 semanas e 2 dias. Imagine agora você, dentro de um útero quentinho, protegido, longe da gravidade desse mundão cheio de estímulos e informações, com sons e impactos reduzidos, envolto por uma bolsa macia, se nutrindo exclusivamente através de um cordão ligado a sua casa ambulante (sua mamãe)... Dai, um belo dia você sai e querem te tratar como se você já conhecesse tudo isso, ou então te forçar à um aprendizado de adaptação que nem esses próprios condutores estão seguramente firmes. Opa! Sendo, mais racional ainda, matematicamente falando, Dandara completa na quinta-feira, sua 33ª semana in Terra, então até daqui à 7 semanas e 2 dias ela terá mais lembranças de como é viver dentro do que fora de mim e até lá, esse será meu argumento, simples assim. Ah, e se eu estiver com a mesma paciência e consideração como agora, invento uma outra resposta pra quem se interessar e/ou palpitar sobre o que só os instintos da mamãe Capivara MarGinal vão saber e fazer!

domingo, 6 de outubro de 2013

Criança - A alma do negócio

Esse breve documentário é pra você que ainda consegue discernir presença de presente. Ou, talvez se o CAPETAlismo conseguiu deixar você e seus filhos suscetíveis às suas artimanhas cruéis, taí um bom instrumento para te ajudar a despertar e PARAR DE COMPRAR!



"Reflete sobre estas questões e mostra como no Brasil a criança se tornou a alma do negócio para a publicidade. A indústria descobriu que é mais fácil convencer uma criança do que umn adulto, então, as crianças são bombardeadas por propagandas que estimulam o consumo e que falam diretamente com elas. O resultado disso é devastador: crianças que, aos cinco anos, já vão à escola totalmente maquiadas e deixaram de brincar de correr por causa de seus saltos altos; que sabem as marcas de todos os celulares mas não sabem o que é uma minhoca; que reconhecem as marcas de todos os salgadinhos mas não sabem os nomes de frutas e legumas. Num jogo desigual e desumano, os anunciantes ficam com o lucro enquanto as crianças arcam com o prejuízo de sua infância encurtada. Contundente, ousado e real este documentário escancara a perplexidade deste cenário, convidando você a refletir sobre seu papel dentro dele e sobre o futuro da infância."

Direção Estela Renner
Produção Executiva Marcos Nisti
Maria Farinha Produções

segunda-feira, 16 de setembro de 2013

Introdução Alimentar Complementar ao Aleitamento Materno (após o 6° mês)

Introdução alimentar,
fase que parece ser difícil
trocar as tetas da mama em livre demanda por aquilo ou isso
nada de brigar ou forçar o neném arisco
eis que nossa criatividade é posta em risco...



No almoço vai ter um festa
nada de enlatados e papinhas da nestlé

vai ter purê de batata
 com alguns legumes bem fresquinhos pra você...

Não tem microondas, aqueço tudo no fogão

misturo com meu leite pra ficar bem gostosão

Que felicidade, amor no coração

tudo é muito lindo e termina com o refrão -

PARABÉNS uuuhul PARABÉNS!!!
Dandara come tudo e mamãe fica feliz!!!

(Cantem comigo - choooora XUXA!) 

~x~

Cada casa tem seu ritmo,cada mãe, cada bebê 

cada família

Criatividade e dedicação sem pressões,

faz cada fase fluir numa maravilha

E assim seguimos nos alimentando

Aos poucos, sem pressa e consciência

Estimulando o prazer de comer bem com amor e

 paciência!

CustomizAÇÃO!

(de dentro pra fora - de fora pra dentro)

DIY - Nova bolsa de passeios breves da mamãe Capivara MarGinal

"Abra um parênteses, não esqueça / que independente disso (ser mamãe)
eu não passo de um malandro / de um moleque do Brasil
que peço e dou esmolas / mas ando e penso sempre com mais de um,
por isso ninguém vê minha sacola laiá..."
 

segunda-feira, 2 de setembro de 2013

MARCHA MUNDIAL DAS MULHERES 2013

Slingando e cantando e seguindo a canção...
Enquanto respondo/escrevo por Dandara, ela segue meus passos grudadinha em mim e este foi o nosso cartaz:
Demos a sorte de encontrar outra mãe com bebê e revesamos o carrinho e o sling em passeata do Masp até a Praça da República.



domingo, 25 de agosto de 2013

IAC (Introdução Alimentar Capivarística)

Quando temos a oportunidade de expandir um pouquinho a consciência, logo na sequência a percepção anti-CAPETAlista nos mostra clara-mente que "Lugar de médico é na cozinha"  (((Mãos na massa = alquimia)))

minha inspiração companheira como sempre coladinha em mim

Ingrediente principal: o AMOR que não se encontra em NENHUM enlatado.


Na introdução alimentar COMPLEMENTAR AO LEITE MATERNO, iniciada aos 6 meses por aqui, o almoço da minha capivarinha começou sendo assim: pra ela conhecer de cada alimento o seu sabor - eram deliciosamente cozidos somente à vapor
Dar as frutas sem amassar ou bater "no mixer" ajuda a conservar as fibras e outros nutrientes. Por aqui não houve mordedor da Fisher Price que fosse melhor do que esse e nunca foi necessário "adoçar" nem misturar nenhum ingrediente industrializado para melhor aceitação. O que os médicos andam fazendo é encaixar todos os seres num só padrão, se liga cabeção! AlimentAÇÃO X linha de produção.

NESTLÉ, MEU LEITE CONTINUA (SEM COMPARAÇÕES) MELHOR DO QUE VOCÊ.

sábado, 17 de agosto de 2013

Muito Além do Peso

Eu que sempre fui cética com esse lance de Salvação, desconfio agora que ela tá chegando meus irmãos...

Tá vindo sorrateira através de documentários como esse, que ao contrário das mídias CAPETAlistas, não tem nenhum sensacionalismo nem encenação - é tudo real! Tenho certeza que assim como eu, vocês verão seus pais, suas criações, suas ignorâncias, suas inocências, suas vulnerabilidades, suas doenças em pelo menos uma das cenas que esse filme transmite de forma tão clara que até dói os olhos e a barriga de tanta verdade!


Obesidade, a maior epidemia infantil da história.

"Um filme obrigatório para qualquer pessoa que se importe com a saúde das nossas crianças" Jamie Oliver

Pela primeira vez na história da raça humana, crianças apresentam sintomas de doenças de adultos. Problemas de coração, respiração, depressão e diabetes tipo 2.
Todos têm em sua base a obesidade.
O documentário discute por que 33% das crianças brasileiras pesam mais do que deviam. As respostas envolvem a indústria, o governo, os pais, as escolas e a publicidade. Com histórias reais e alarmantes, o filme promove uma discussão sobre a obesidade infantil no Brasil e no mundo.

CRÉDITOS: (CREDITS)

Jamie Oliver, Amit Goswami, Frei Betto, Ann Cooper, William Dietz, Walmir Coutinho, entre outros.

Direção: Estela Renner
Produção Executiva: Marcos Nisti
Direção de Produção: Juliana Borges
Fotografia: Renata Ursaia
Montagem: Jordana Berg
Projeto Gráfico: Birdo
Trilha Sonora: Luiz Macedo
Produção: Maria Farinha Filmes
Patrocínio: Instituto Alana

segunda-feira, 12 de agosto de 2013

O RENASCIMENTO DO PARTO


O filme é um tapa bem dado na cara dessa sociedade CAPETAlista ilusória, que quer de todas as formas nos violentar e nos fazer mulheres esquecidas de nossos poderes sagrados, naturais/vitais. Ainda está nos cinemas e eu recomendo à todas as pessoas (não só gestantes e mães) que buscam afinar a consciência!

E atualmente eu continuo não conseguindo pensar em perguntas mais importantes do que estas:


"Qual o futuro da humanidade nascida por cirurgia desneCESÁRIA ou pelo uso de ocitocina sintética?"

"O que vai ser do nosso sistema de produção dos hormônios do amor se eles deixam de ser utilizados?"

"Nós combinamos com o bebê que ele vai nascer sexta-feira quatro da tarde? E se combinamos, ele respondeu pra gente que ele tem condição de nascer?"

"A cesariana é uma cirurgia maravilhosa que salva vidas todos os dias, mas ela não é pra ser feita em todas as pacientes de uma maneira desnecessária fora do trabalho de parto."


Foto tirada na sessão do filme RENASCIMENTO DO PARTO
no CineMaterna dia 10-08.
Não

precisa ser

 inteli-

gente 

pra

responder à

 tudo isso

 de maneira

 coerente à

 natureza

 Real dos

 fatos.E a

 palavra-

chave para a

 tomada de

 atitudes

mais sábias

é

CONSCIÊNCIA!

segunda-feira, 5 de agosto de 2013

As aparências não enganam, não?

Do início ao fim de cada dia me surpreendo bastante com essa experiência de ser mãe. E o que descobri quase agora, foi que ando inventando moda sem nem perceber!

Fui no mercado comprar café, só depois de um tempo que olhei para o meu pé...

só depois de observar as pessoas olhando bastante pros meus pés, foi que me toquei como foi que saí de casa - moderno né? 

domingo, 23 de junho de 2013

LUA DE LEITE PROLONGADA

Hoje minha bebezica completa 4 meses de pura gostosura e saúde terrestre.


Modéstia parte está sendo muito bem cuidada e nutrida da melhor forma possível EXCLUSIVAMENTE graças à natureza selvaGi resistente da mamãe Capivara MarGinal - VIVA A NATUREZA!!! VIVA!!! VIVA!!! VIVA!!!



Nesta foto, Dandara sorria contente após um banho de leite enquanto eu com um copo armazenava o que saía pra regar as plantinhas

"O leite materno é fundamental para a saúde das crianças nos seis primeiros meses de vida, por ser um alimento completo, fornecendo nutrientes em quantidade adequada (carboidratos, proteínas e gorduras), componentes para hidratação (água) e fatores de desenvolvimento e proteção como anticorpos, leucócitos (glóbulos brancos), macrófago, laxantes, lipase, lisozimas, fibronectinas, ácidos graxos, gama-interferon, neutrófilos, fator bífido e outros contra infecções comuns da infância, isento de contaminação e perfeitamente adaptado ao metabolismo da criança. Já foi demonstrado que a complementação do leite materno com água ou chás é desnecessária, inclusive em dias secos e quentes. Recém-nascidos normais nascem suficientemente hidratados para não necessitar de líquidos, além do leite materno, apesar da pouca ingestão de colostro nos dois ou três primeiros dias de vida.

O leite humano, em virtude das suas propriedades anti-infecciosas, protege as crianças contra infecções desde os primeiros dias de vida. Além de diminuir o número de episódios de diarreia, encurta o período da doença quando ela ocorre e diminui o risco de desidratação."




As pessoas desacreditam quando me perguntam: "Ela tá só no peito?" - referindo-se curiosos à gostosura em que Dandara se apresenta (coradinha, cheia de dobrinhas e toda sorridente)e eu respondo (orgulhosa): Sim! Aleitamento materno EXCLUSIVO até ela completar 6 meses!



terça-feira, 4 de junho de 2013

VIVA O PODER DA (RE)CRIAÇÃO!!!


"O ser humano nasce pronto, mas incompleto. Essa incompletude se resolve na vida e nas relações sociais. Ser mulher, assim como ser homem, mais do que um fator biológico, é um fenômeno social. Não somente os papéis sociais, mas a própria subjetividade se compõe a partir de modelos que se fazem e desfazem de acordo com a época, a cultura, a idade, a necessidade. mal que a sociedade fez, a nós mulheres, assim como fez aos homens, foi a imposição de um único papel social, de um único modelo. Ao contrário dos gregos que, mesmo sendo bastante opressora com as mulheres, as representavam em papéis muito distintos, como a guerreira, a mãe, a esposa ciumenta, a mística, a sedutora, etc, nos foi dado um lugar restrito, confinado, sem opção, o lugar de santa, dona de casa, esposa casta, mãe. Mas e o lugar dos homens era um bom lugar?

O homem, mesmo ocupando o papel de opressor, também sofria a restrição de um papel social excessivamente rígido: homens não choram, são provedores da família, têm que ser viris, etc. E a luta das mulheres, ao contrário de ser contra os papéis sociais opressores, se tornou, em uma determinada perspectiva, contra os homens.

Ainda permanece nas lutas que travamos um ranço, uma reatividade, uma vingança, não somente contra os homens, mas contra a maternidade, os trabalhos domésticos, o cuidados com os filhos, a fragilidade, a sensibilidade, ou tudo que nos lembre aquilo que um dia fomos. E terminamos nos tornando um ser híbrido, que nasceu não de uma ação, mas de uma reação, um ser que nega a si mesmo, nega seu corpo, seus hormônios, suas lágrimas pré menstruais, e busca cada vez mais conquistar espaços sociais, honras, que nunca fizeram felizes aos homens e hoje oprime e apaga mulheres cada vez mais sozinhas e poderosas. Que percebem, tarde demais, devido ao limite de nosso relógio biológico, que não era nada daquilo que queriam.

Quem somos mulheres de hoje? Mulheres cada vez mais independentes, mas talvez excessivamente independentes, ou oprimidas pela independência. Por isso mulheres maravilhosas, incríveis, criativas, fantásticas, belas, mas sozinhas, aprisionadas por um plano, um projeto de vida construído em reação a opressão a que fomos submetidas. A hora agora nos exige um novo passo: não se trata mais de tomar um lugar, mas de criá-lo: qual o lugar de nossa diferença, qual o lugar que nos faz florescer? Precisamos construir um espaço que nos caiba e este espaço deve ser necessariamente complexo, como nosso corpo, nossa potencialidade. A mulher expande pra dentro, mas também explode pra fora em forma de broto, filho criação, invenção."

[Artigo Sobre as mulheres - Viviane Mosé]

sábado, 25 de maio de 2013

"EU NÃO VIM DA SUA COSTELA, VOCÊ QUE VEIO DO MEU ÚTERO!"



Acontece agora em São Paulo a Marcha das Vadias de São Paulo 2013.
E você ai deve estar se perguntando: Como assim uma manifestação defendendo os direitos das mulheres com esse nome tão vulgar?

Explico compartilhando a resposta do movimento para esse termo e continuo com a minha própria opinião sobre o assunto:

"O patriarcado nos ensina que se uma mulher é estuprada é porque ela estava usando roupas provocantes e, portanto, pediu por isso. Ele nos ensina a esconder nossos corpos e nossos desejos como se fossem ofensas, mas se esquece de ensinar aos homens que uma mulher de mini-saia, vestido, short ou decote não está pedindo para ser estuprada, está apenas exercendo seu direito de escolha e usufruindo da autonomia que tem sobre o próprio corpo."

Essa pra mim é a postura instintiva de um animal irracional quando vê uma fêmea e sobe em cima dela sem mesmo perguntar se ela deseja aquilo ou não. Claro, repito essa é uma relação animal onde não existe pensamento e escolhas. E pra mim é inconcebível esse tipo de postura e/ou palavras obcenas vindas de um homem estranho quando nos vê andando sozinhas pelas ruas. Mais inaceitável ainda são todos os tipos de violências diretas e indiretas que sofremos nos hospitais, maternidades, trabalhos, repressões familiares, etc.

Mesmo respeitando o desejo de serem vadias, trabalhadoras, santas ou putas que todas nós mulheres temos, acredito que lá agora na Avenida Paulista não estão essas mulheres que se mostram como mercadoria pra atrair homens e competir entre si.
Estão lá, marchando conscientes contra todo e qualquer desrespeito que sofreram vindo dessa sociedade machista e mostrando-se corajosamente com toda liberdade de expressão que têm através de seus livres corpos e cartazes com frases fortes, as que não aceitam mais toda subissão imposta e predominância dos tratamentos ignorantes e brutais para com seus direitos e escolhas.
Tô daqui torcendo para que essa passeata choque bastante a sociedade conservadora e que disso saia uma mudança positiva: tanto para despertar as mulheres adormecidas pelo medo como para mostrar nossa cosciência armada na luta para a quebra de vez da já falida sociedade cristã-patriarcal.

Não estou lá presente, mas daqui envio minha inspiração ao combate vestindo a camisa da marcha que ganhei de presente de uma amiga querida.
Agora deixa eu sair daqui, pois me aguardam pra cuidar: casa, roupa, neném e comida.

"Uma mulher não deve vacilar..."
VIVA A FORÇA E RESISTÊNCIA DA ALMA FEMININA! VIVA! VIVA! VIVA!

FLORES E FORÇA À TODAS!!! 
Gi.

quarta-feira, 22 de maio de 2013

Everything is a Remix

Esse breve documentário vai para os "originais" de plantão, que se sentem detentores da informação e consequentemente se tornam ignorantes do Real saber. Acredito que a partir do momento em que a posse toma o lugar da arte livre, tudo se torna competição maquinada e estimular o seu ego-intelecto é o que o CAPETAlismo mais gosta de manipular roubando a verdadeira essência criativa humana sem você nem perceber... 



"A crença na propriedade intelectual se tornou tão dominante, que tem empurrado a intenção original dos direitos de autor e patentes para fora da consciência pública. Mas o seu propósito original continua mesmo à nossa frente (...) No entanto, os próprios direitos exclusivos acabaram por tornar-se o mais importante e por isso foram reforçados e expandidos. E o resultado não tem sido mais progresso ou mais aprendizagem, tem sido mais combates e mais abusos."

terça-feira, 7 de maio de 2013

Filha, música é VIDA!

IniciAÇÃO

Com apenas um mês na Terra, Dandara Luzia Chiquinha Gonzaga da mãe tem o seu primeiro contanto com um piano na casa de sua bizavó paterna, Dona Nadir.



E com dois meses de vida por esse mundão de meu Deus, Dandara Luzia Pixinguinha da mãe dá seus primeiros peidos de elefante soprados no trompete do papai.


sábado, 4 de maio de 2013

EnerGia


A Energia solar é a designação dada a todo tipo de captação de energia luminosa, energia térmica (e suas combinações) proveniente do sol, e posterior transformação dessa energia captada em alguma forma utilizável pelo homem.
Recomendo à todos que aproveitem o amanhecer de cada novo dia, respirem e inspirem todas as possibilidades que os raios solares nos oferecem!
Ele não é só meu nem eu o quero só pra mim.

Necessito de naturezas felizes ao redor e não
 quero viver entre zumbis.

O Atro Rei ainda está aqui para TODOS os seres 

vivos que querem viVer de luz! 

Então... transformem-se, não se reprima, abra 

suas asas e solte suas feras!!!

Viva!!! Viva!!! Viva!!! 



Beijos e muita luz à todos,
Gi - Mamãe Capivara MarGinal novamente magrelinha em mais um dia de índio no mato.