sábado, 16 de março de 2013

O (Re)Nascimento

Foto/relato: Missão cumprida (curta e muito feliz)

VantaGIS do parto natural: 

Hoje completam-se 21 dias que dei a luz e 20 dias que tiramos essa foto na saída da casa de parto (SIMM... vim pra minha casa firme, em pé e sorridente um dia depois que pari).



Com Camila Nogueira - Parteira e Dandara no colo, na porta de saída da Casa Ângela um dia após o parto.

Cheguei na Casa Angela de madrugada com 9cm de dilatação e o transporte da Dandara do meu ventre à Terra não durou nem 1h (SIMM... bastou muito amor e concentração-força física e psico-emocional [trabalhei até o 8º mês num lugar onde rejeitaram minha gravidez do inicio ao fim - foi difícil, mas no tempo livre fiz hidroginástica no sesc com a 3a idade nos finais de smeana, yoga para gestantes com Amanda Lamberte, oficinas e watsu com Aline Tarraga ] e MUITA sintonia/conexão com o bebê durante toda a GIStação).


Fui recebida por dois anjos que estavam de plantão, que auxiliaram sutilmente meu instinto materno e minha força inata de parir da forma mais sábia e natural possível (o que todas as mulheres são capazes e precisam apenas se lembrar que possuem esse dom).
De cócoras, uma força estranha tomou conta de mim que foi maior do que a dor das contrações. Confesso que me veio na cabeça várias imagens dos partos de animais que assisti e doidamente me vi uma capivara parideira que acreditando na sua capacidade inteli-gente-animal, apenas se concentrou nas etapas atingidas do seu renascimento... Juro, foi muito rápido! Foram mais ou menos uns três gritos fortes que eu até desconheci o som da minha voz entoando



Foto do nascimento da  Dandara 23/02/13, publicada no Grupo Una 27/04/13 incentivando a beleza do Parto Natural.

 muita garra e como num passe de mágica por um círculo de fogo Dandara chegou das águas mornas do meu ventre-rio para esse imenso mundo-mar. Nada de médico, nada de desespero, nada de pressa, nada de soro na veia, nada de ocitocina, nada de corte, nada de pontos, nada de lavagem intestinal, nada de interferências no processo natural. (SIMMM.. nada disso foi necessário!) Não sei se ria ou se chorava por vê-la na nossa frente quietinha apenas resmungando no chão. Acho que podemos chamar de alumbramento o que nesse instante se apossou de mim, e com o resto de força que me restou após aquele maravilhoso trabalho, contemplei encantada/boba aquele lindo milagre.
Fomos acolhidos e amparados (mamãe, papai e filhinha) desde o acompanhamento pré natal/durante e após o parto pelas mais queridas mãos de quem sabe o que faz e trabalha feliz com amor e humanidade. (SIMMM isso ainda existe nos dias de hoje e podemos crer no poder benéfico e transformador que isso tem).
Desde então, a paz invadiu o meu coração... e eu, minha filhota, o papai dela e todas as almas amigas que nos acompanharam respiramos eterna GRATIDÃO! 

Com muito amor e carinho à todas as enfermeiras/obstestras e à Casa Angela - Centro de parto normal humanizado todinha milhões de abraços e beijos sem fim.

Nenhum comentário :